Empresas que buscam e vendem qualidade se destacam perante a concorrência.

A princípio não há como manter a qualidade sem investir em melhoria contínua do processo de produção e serviços, isso demanda tempo e capital. Sendo assim, itens como: fornecedores, treinamento, conhecimento, mão de obra qualificada e feedback dos clientes são indispensáveis para o sucesso da marca, do serviço e do produto fabricado. Esses itens rendeu para Pizzopack um crescimento de 50% nas vendas no primeiro semestre de 2016, quando comparado com o mesmo período de 2015.

50% de aumento nas vendas

Antes de mais nada é necessário entender as reais necessidades e desejos de seus clientes, para escolher os materiais e serviços adequados para melhor atendê-los, pois se sua empresa não sabe para quem está vendendo, com certeza não terá sucesso e consequentemente não sobreviverá no mercado de atuação.

Após entender o consumidor e o mercado, em que sua empresa atua, busque fornecedores que possam oferecer a qualidade desejada para o seguimento determinado pela sua estratégia. Todo o material deve ter resistência e acondicionar de forma adequada aos produtos de seus clientes, isso porque a marca dele é que está em jogo e consequentemente a sua.

Para evitar constrangimentos futuros, solicite amostras para os fornecedores e se informe da aplicabilidade e resistência do produto fornecido, procure também fazer uma visita para conhecer o fornecedor e saber como é fabricado, informe-se também dos prazos de entrega e quais serão as condições de pagamento. Para firmar a parceria é essencial que as condições sejam justas para ambas as partes, sem prejudicar ninguém, é um “jogo de ganha-ganha”.

compare

Para você ter uma ideia, os diretores da Pizzopack visitam os fornecedores e fazem as pesquisas e testes para escolher o melhor custo benefício, assim sendo, as empresas com maior expressividade no mercado tornam-se fornecedores da Pizzopack, pois os diretores visam a qualidade do produto oferecido, seguindo os valores de que os clientes não são mais um em sua empresa, mas sim, parceiros de mercado. A lógica é simples, se queremos qualidade de nossos fornecedores então devemos fornecer produtos de qualidade para nossos clientes.

Mas o que adianta ter produtos fornecidos com qualidade se a mão de obra do mercado é precária, você empreendedor sabe disso melhor do que muitos, pois vivencia essa dificuldade todos os dias.

Ao invés de culpar o mercado, o governo e a sociedade pela baixa qualificação da mão de obra, a Pizzopack arregaçou as mangas e aposta no retorno a longo prazo, graças a mente aberta de seus diretores. Para resolver este problema há uma programação de treinamento para os colaboradores, em parceria com o SENAI, instrutores e profissionais de outras áreas, afim de capacitar a mão de obra e poder produzir sacolas e sacos de papel com a qualidade esperada, porém não contente com isto, a empresa busca a melhoria continua, ou seja, a cada dificuldade buscam uma solução, envolvendo os colaboradores, para sanar e evitar que se repita.

TREINAMENTO

Então com os fornecedores escolhidos, conhecimentos adquiridos, pesquisa de mercado e mão de obra treinada é possível se diferenciar da concorrência e ter resultados financeiros e qualidade do produto satisfatórios para a empresa e colaboradores, isso evita o estresse em toda a cadeia, tornando o ambiente de trabalho mais agradável e produtivo.

Para mesurar como estão os produtos e serviços da sua empresa, na concepção dos clientes, é preciso conversar com eles, verificando se suas necessidades e desejos foram atendidos e se tem alguma queixa dos mesmos. Com isso e com reuniões internas é possível seguir com o objetivo da melhoria continua dos produtos e serviços prestados ao cliente interno e externo da empresa.

Os itens citados acima são os alicerces e são vitais para qualquer empresa que busca o crescimento no mercado em que atua.

Emerson Almeida (Sócio-Diretor da pizzopack)

    

ANUNCIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *